AÇÕES

Notícias, Vereador

DISCURSO DO VEREADOR BRAZ ANTUNES MATTOS NETO NA SESSÃO SOLENE DE ENTREGA DO TÍTULO DE CIDADÃO EMÉRITO AO DR. ARLINDO SALGUEIRO, NO PLENÁRIO DR. OSWALDO CARVALHO DE ROSIS, DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTOS, EM 6 DE MARÇO DE 2020.

Publicado em 06/03/2020

 DISCURSO DO VEREADOR BRAZ ANTUNES MATTOS NETO NA SESSÃO SOLENE DE ENTREGA DO TÍTULO DE CIDADÃO EMÉRITO AO DR. ARLINDO SALGUEIRO, NO PLENÁRIO DR. OSWALDO CARVALHO DE ROSIS, DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTOS, EM 6 DE MARÇO DE 2020.

 

 

 

                 

         Minhas Senhoras e Meus Senhores:

 

 

         A história das comunidades demonstra categoricamente que, ao longo dos tempos, sempre existiram aqueles que têm a capacidade de iluminar a vida em sociedade. Por sua atividade, por seu comportamento e sua visão da condição humana, eles funcionam como faróis, iluminando o caminho a ser seguido, corrigindo rumos, apontando distorções.

 

         Que Deus abençoe eternamente aqueles que têm o dom de atuarem como a consciência crítica da Sociedade…

 

         Nesta noite, estamos homenageando um representante deste escasso segmento, composto essencialmente por pessoas especiais, diferenciadas.

 

         Pois o psicólogo Arlindo Salgueiro é alguém que tem a necessária visão crítica sobre a nossa sociedade santista, que sabe muito bem separar todos os joios de todo o trigo produzido. E talvez, exatamente por compreender a movimentação das diversas camadas sociais, desenvolveu um elevado grau de solidariedade e fraternidade com a sua gente.

 

         Ser solidário de verdade é uma arte das mais exigentes. Pois não basta acolher e ajudar a quem precisa, é algo que vai muito além de um simples gesto. Envolve a compreensão da condição e da natureza humana, o entendimento dos sistemas que movem nossa Sociedade. Na base de tudo deve estar a sabedoria de saber que a solidariedade é acima de tudo uma ação em benefício da coletividade, da comunidade. E, também, carece de bons exemplos.

 

         Hoje estamos homenageando uma pessoa que reúne tudo isso e mais um pouco. E que no fundo pode ser definido por algumas palavras fundamentais: resistência, resiliência, desprendimento, olhar crítico e generosidade. E que conheceu dentro de casa um grande exemplo de solidariedade: a sua mãe, Aduzinda da Fonseca Sargaço. O menino Arlindo conheceu desde cedo o valor do desprendimento, do auxílio, do ato de estender a mão a quem tanto precisa. Começava assim a constante preocupação social, que seria desenvolvida na prática depois, com as ações realizadas na comunidade do Parque Bitaru, em São Vicente, a partir dos ensinamentos da Ação Católica, que conheceu nos seus anos estudando no lendário Colégio Tarquínio Silva.

        

         A formação de uma pessoa envolve sempre várias facetas. Em termos institucionais, o santista Arlindo Salgueiro é formado em Psicologia Clínica com Pós Graduação pela USP; e formado em Pedagogia com especialização pela Universidade Católica de Santos. Foi professor de Psicologia em diversas universidades. Ostenta os Títulos de Especialista em Psicologia Clínica e Psicologia Organizacional outorgados pelo Conselho Regional de Psicologia do Estado de São Paulo – CRP-SP.

 

         Foi Presidente do Centro Acadêmico da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. E nesta condição que foi denunciado e processado durante o período militar, mais precisamente em 1964.

 

         Profissionalmente, considera das mais importantes a experiência gerencial mantida durante cerca de vinte anos na Volkswagen do Brasil, trabalho que lhe deu a oportunidade de conviver com jovens operários, experiência que forneceu outra dimensão em termos de Psicologia e trabalho social.

 

        

 

        

         Algumas ações importantes ajudaram a construir a consciência coletiva da sociedade santista: Arlindo Salgueiro formou, em 1965, a primeira Comunidade de Jovens, ligada à Igreja Católica. Foi Membro fundador da Escola de Pais em Santos e da Associação de Psicólogos de Santos; com outros casais, fundou o Movimento CIVC- Curso Intensivo de Vivência no Casamento; e foi precursor da Orientação Vocacional.

 

         Participou ativamente do JEC – Juventude Estudantil Católica e do JUC – Juventude Universitária Católica, ações que em muito contribuíram para a sua formação.

 

         Integrou como Psicólogo diversas equipes médicas, entre as quais se destaca o Instituto de Moléstias do Aparelho Digestivo, quando atuou na área de Psicossomática e na Clínica de Urologia e Andrologia, como Terapeuta Sexual.

 

         É Membro do Instituto Histórico e Geográfico de Santos, ocupando desde 2002 a Cadeira de José Bonifácio.

 

         E aqui os caminhos se convergem e entrelaçam. A minha convivência com Arlindo Salgueiro se iniciou no Rotary Club de Santos, em 2013, ano em que tomou Posse, e se intensificou a partir da sua incansável atuação no Movimento Pró Memória de José Bonifácio, entidade idealizada e fundada por ele em parceria com um antigo colega do Tarquínio Silva, José Geraldo Gomes Barbosa. Na verdade, ele não para diante de nada, nenhum obstáculo é suficiente para desanimá-lo. Ele reivindica, pede, requer sem parar; e insiste, e insiste mais, até alcançar de alguma forma os seus objetivos. As nossas autoridades, aquelas que têm poder de decisão, são testemunhas da sua tenacidade e insistência…

 

         A preservação e a divulgação dos ideais e da vida do maior orgulho de nossa Cidade, herói nacional, o homem que pensou numa Pátria grande, realizadora e madura, está longe de ser algo corriqueiro ou mero cultivo da nossa história: é a constatação prática da capacidade dos santistas e o registro cabal do muito que esta Terra ensinou e ainda pode ensinar ao Brasil.

 

 

 

         É ainda a constatação de que aqui viveu um homem de múltiplas capacidades e de um intelecto revolucionário, muito à frente do seu tempo. E que permanece atualíssimo. Sem ufanismo, mas com a missão de trazer para os dias atuais as suas teses, ensinar suas ideias nas escolas públicas. Ideais como a recusa de discriminação contra quaisquer raças, o cuidado com o Meio Ambiente, a reforma agrária, a libertação dos escravos dando-lhes formação e terras adequadas.

 

         Com isso, certamente teríamos hoje um outro tipo de Nação…

 

         Pois bem: este compromisso com a memória de José Bonifácio de Andrada e Silva surgiu em terras estrangeiras, em Nova Iorque, quando Arlindo Salgueiro constatou que o nosso Patriarca era reverenciado pelos americanos, que reconheciam a sua importância, inclusive com um belo monumento. Pois então, era preciso que aqui, na sua terra, ele recebesse um tratamento e um reconhecimento à altura da sua grandeza.

 

         Esta devoção fez com que Arlindo Salgueiro, inclusive, fosse um dos fundadores do Rotary Clube de Santos José Bonifácio, clube hoje extinto. Por esta razão, somos companheiros no Rotary Club de Santos – e hoje é um dia especial para mim, pois completo 29 anos de Movimento Rotário através do Rotary Club de Santos –, fato que no mínimo indica mais uma razão de identificação entre nós.

 

         De todo modo, não pode ser mera coincidência o fato de que Arlindo Salgueiro nasceu exatamente em 13 de junho, o mesmo dia em que nasceu José Bonifácio…

 

 

         Além de toda a sua imensa capacidade, da sua cultura e da sua ação em benefício da comunidade, Arlindo Salgueiro é testemunha histórica das transformações urbanas e sociais de Santos. Nascido na Rua Luisa Macuco, o filho da Dona Aduzinda e de Joaquim Salgueiro, único dos cinco filhos do casal a nascer em Santos,  viveu boa parte da vida na Vila Nova, então um dos principais bairros da Cidade, habitado por uma então Classe Média Alta, que logo alcançaria um desenvolvimento flagrante e que, a partir dali, passaria a ocupar outros locais, dentro de um movimento urbano de valorização de outros espaços.

 

         Naqueles tempos, o nosso Mercado Municipal era o principal centro de abastecimento, por exemplo, do Estado de Santa Catarina, fato que evidencia a pujança do nosso comércio. E explica o uso corrente, durante muito tempo, da expressão “catarinas” entre nós.

        

         Ao longo da sua trajetória, Arlindo Salgueiro convive com praticamente todos os prefeitos e vereadores santistas. E como ele sempre conserva o seu olhar crítico, é realmente uma honra o fato dele ter escolhido este Vereador como seu interlocutor para as suas demandas, principalmente as que dizem respeito a José Bonifácio. Eis de fato o motivo pelo qual sinto-me hoje orgulhoso por ter concedido este mais do que merecido título.

 

         Em seu favor, devo admitir que sempre escolho com cuidado e esmero as pessoas e entidades as quais homenageio desde o meu primeiro mandato, iniciado em 2005. Na verdade, procuro homenagear aqueles que possam ser exemplos positivos para a Sociedade. O que, de fato, é exatamente o caso da homenagem que faço nesta noite, em meu terceiro mandato de Vereador.

 

         E como um dos pontos fundamentais de toda a sua trajetória é a valorização da família, gostaria de homenagear a sua esposa Ana Maria Bittar Salgueiro e os filhos Gustavo, Lisandra e Melissa, pois acredito que muito das suas realizações tenham contado com o apoio e a convivência da sua família.

 

         Uma família da qual ele tem muito orgulho.

 

         Começando pela esposa, Ana Maria, que se formou em Direito antes de se casarem. E quando a filha mais nova nasceu, ela iniciou o Curso de Psicologia e hoje é uma grande psicanalista.

 

 

O filho mais velho, Gustavo Bittar Salgueiro, é psicólogo com mestrado em Psicologia do Esporte pela Universidade da Austrália e é professor de Inglês em São Paulo. É casado com a Arquiteta Márcia Paiva.

 

A segunda filha é Lisandra Salgueiro De Abreu, Engenheira de Alimentos com Pós-Graduação em Business pela FGV e Especialização em

Marketing e Propaganda pela ESPM. Atualmente é Diretora de Compras para a América Latina da Amcor,  Empresa Multinacional de Embalagens. É casada com Eduardo de Abreu, Vice-Presidente da Visa Internacional.

 

A caçula, Melissa Bittar Salgueiro, é Médica Ginecologista e Obstetra com Especialização em Medicina Fetal , atuando na área há mais de 10 anos. É casada com Luiz Augusto Tavares, Presidente da Multinacional SUN Star.

 

Nosso homenageado também tem quatro netos que lhe dão muito orgulho: a Gabriela, de 10 anos; o Lorenzo, de 6 anos; o Leonardo, de 5 anos; e a Júlia, de 2 anos.

 

E não poderia deixar de citar seu irmão mais velho, Alfredo Salgueiro, falecido há 20 anos, uma figura marcante em sua vida, pois substituiu seu pai.

 

 

         Meus senhores, minhas senhoras:

 

         Em todos os momentos e em todas as suas ações, Arlindo Salgueiro é alguém que luta pela dignidade da comunidade, contra todas as iniquidades e ranços, contra qualquer tipo de discriminações e distorções culturais e sociais.

        

         E isso é razão suficiente para esta homenagem.

 

         Boa noite a todos.

 

         BRAZ ANTUNES MATTOS NETO

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *