• 18 Jun

    Braz Antunes assume mandato como Vereador e destaca importância da participação dos Cirurgiões Dentistas na Política

    Membro do Conselho Deliberativo (Codel) da Associação Paulista dos Cirurgiões Dentistas (APCD), Braz Antunes Mattos Neto, assumiu como Vereador em Santos, no Litoral, substituindo temporariamente outro legislador na condição de Suplente. Um dos profissionais da Odontologia mais ativos politicamente, Braz já exerceu por dois mandatos este mesmo cargo, oportunidade em que pode colaborar para avanços no tratamento da Saúde Bucal na Cidade de Santos e toda Região. Ele também participa de diversas Entidades Odontológicas de forma muito efetiva. Braz defende que a Odontologia precisa que seus personagens participem mais ativamente da política nacional, disputando e ocupando cargos públicos, para que reais avanços sejam obtidos no setor. Confira entrevista:

    O país vive uma intensa crise política. De que forma o Cirurgião-Dentista pode participar para mudar esse cenário?
    A política só muda se participarmos da política. Considero a Odontologia uma classe pouco representada no país.  Temos poucos Dentistas deputados. Poucos Vereadores. Precisamos participar para termos os anseios da Odontologia atendidos e para colaborarmos com o país. Veja a Saúde Bucal é um problema grave e nacional.  Dados do IBGE divulgados em 2015 apontam que mais da metade da população brasileira não vai ao Dentista regularmente. 55,6% dos brasileiros não tem o hábito de cuidar de sua Saúde Bucal adequadamente. Isso só muda se divulgarmos mais as consequências dessas opções. Cuidar mal da Saúde Bucal, todos sabem, pode causar morte. É nosso dever como Cirurgiões-Dentistas cobrarmos mais divulgação da importância de nossa profissão e só vamos conseguir isso participando do processo político, seja votando, mas principalmente colocando nomes de colegas renomados e respeitados como pleiteantes a cargos públicos. Somos 19% dos dentistas de todo o mundo. Em todo o país temos quase 220 mil dentistas cadastrados. O Brasil é o país com mais Cirurgiões-Dentistas do mundo. Então temos que nos fazer representar em cargos públicos para termos vez e voz em nossas demandas.

    Qual a importância para o Cirurgião-Dentista participar das Entidades de Classe?
    Muito importante. É lá que começa a participação política. Digo isso com convicção, pois desde estudante estou militando em Entidades Odontológicas. Sou presidente decano da Associação dos Cirurgiões Dentistas da Baixada Santista (AcdBS). Sou Sócio Benemérito e membro do Conselho Fiscal do Sindicato dos Odontologistas de Santos e Região (Sindiodon). Sou Diretor do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) para as regiões de Santos e Registro, abrangendo toda a Baixada e Vale do Ribeira. Sou membro do Conselho Deliberativo da Associação Paulista dos Cirurgiões Dentistas (APCD), membro da Sociedade Paulista de Ortodontia e ainda membro do Conselho Nacional de Representantes da Associação Brasileira de Cirurgiões-Dentistas (ABCD). Todas entidades sérias, bem conduzidas por seus presidentes, onde o Cirurgião-Dentista participa, tem voz, é ouvido e tem suas demandas atendidas. São elas que nos representam como classe e só participando delas que teremos força. Se a Odontologia agir de forma unida, poucas classes conseguirão nos suplantar em número, força e representatividade por todo o país.

    Nas eleições municipais como o Cirurgião-Dentista deve se comportar e participar?
    Votando, procurar votar em candidatos que representem e que defendam as bandeiras odontológicas, e também se colocando como candidato a prefeito e vereador de suas localidades. A política só muda se as pessoas de Bem participarem e a Odontologia só se fará representar quando tivermos colegas ocupando espaços, como por exemplo, o nosso presidente do Crosp, Claudio Miyake, que é Vereador em Mogi das Cruzes e desenvolve um grande trabalho em prol da Odontologia daquela Cidade. Nós fazemos o mesmo, quando ocupamos a cadeira de Vereador em Santos-SP.

      Você foi Vereador por dois mandatos em Santos e agora reassumiu como Suplente. Quais trabalhos pela Odontologia que você apresentou que você destaca como relevantes?
    Diversos. Por exemplo, em Santos, o Cirurgião-Dentista não paga taca de lixo séptico graças a várias ações que desenvolvemos como Vereador. Na Cidade, conseguimos que todas as unidades de Saúde tenham espaços específicos para o atendimento Odontológico. Aprovei de forma inédita a Lei do Fio Dental que obriga os estabelecimentos que servem comida a terem dispensores de Fio Dental nos banheiros à disposição do público. Essa lei foi muito divulgada e gerou legislações semelhantes em diversas cidades brasileiras e até no exterior, como na Espanha e no Japão. Além disso, foi uma oportunidade para esclarecemos que o palito de madeira não serve para limpar os dentes, apenas para manusear alimentos, propagando a Saúde Bucal adequada. Além disso, fizemos leis que envolvem divulgação do Câncer Bucal, que pode matar. Obrigamos, por lei, os atletas da Cidade a apresentarem atestados de Saúde Odontológica. Participamos de diversas lutas de classe, a maioria vitoriosa. Com nossa intervenção, a Prefeitura de Santos realizou diversos concursos públicos na área odontológica contratando vários Dentistas, ASBs, TSBs e Protéticos. Foram dois mandatos a serviço sim da população de Santos, mas tendo como uma das bandeiras a Odontologia.

    Braz, você colocará seu nome a disposição da população de Santos nas eleições de Outubro deste ano?
    Pretendo. Sou pré-candidato a Vereador em Santos pelo PSD. Quero retomar a bandeira da Odontologia na nossa Cidade. Convido os colegas a fazerem o mesmo. Cada um em sua Cidade. Saiam candidatos. Representem a Odontologia. Só unidos e participando da política vamos conquistar os avanços que todos desejamos para nosso país, e é claro, para a nossa Classe.

    VEJA ENTREVISTA NO JORNAL DA APCD DE JUNHO DE 2016

    Jornal_APCD_Junho_710.indd

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *